Publicação sobre educação profissional é lançada em live

Conteúdo do livro abre o debate em torno da criação de uma avaliação da Educação Profissional e Tecnológica (EPT)

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) realizou, na manhã desta sexta-feira, 26 de fevereiro, a live de lançamento do livro “Avaliação da Educação Profissional e Tecnológica: um campo em construção”. A publicação tem como objetivo abrir um debate em torno da pauta, assim como mobilizar profissionais para uma futura criação de um sistema nacional de avaliação da educação profissional.

Durante o evento on-line, os organizadores da publicação apresentaram os três eixos que dividem o livro. O primeiro é relacionado a questões conceituais e epistemológicas — saber o que é e como avaliar educação profissional e tecnológica —, seguido da pesquisa empírica, que busca identificar investigações de natureza estatística que possam contribuir para a avaliação da educação profissional e tecnológica (EPT) a partir das bases de dados do Inep e de outras instituições. O último eixo se refere ao estudo de experiências consolidadas em relação à avaliação da modalidade, apresentando aquelas desenvolvidas em território nacional.

Alexandre Brandão, diretor de Estudos Educacionais do Inep, participou do evento e falou sobre o empenho da autarquia no desenvolvimento do livro, especialmente na iniciativa de abrir a discussão para a elaboração de uma avaliação da educação profissional. “A tarefa agora é abrir uma agenda de debate com atores importantes que vêm ajudando a construir o campo da educação profissional. O objetivo da gente, com esse trabalho, é deixar essa contribuição com o público, analisar os desafios colocados para a expansão da educação no Brasil e subsidiar as discussões para uma futura criação no sistema de avaliação da EPT”, pontuou.
A produção da publicação durou aproximadamente dois anos e rendeu um material de 500 páginas, com um conteúdo que permite aos pesquisadores avaliar os desafios colocados para a avaliação da educação profissional no Brasil.

O prefácio do livro é de autoria do professor Francisco Cordão. Segundo ele, o conteúdo da publicação é uma vitória para todos os profissionais envolvidos com a educação profissional e tecnológica. “Eu fiquei realmente muito entusiasmado e esperançoso quando soube que a Diretoria de Estudos Educacionais do Inep tinha decidido encarar esse desafio, partindo do fomento a um debate muito aprofundado sobre essa questão”, declarou.

Para a diretora de Políticas e Regulação de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (MEC), Marilza Regattieri, a publicação é importante também por oferecer subsídios estruturados para a EPT. “É nessa perspectiva de contribuir para avançar no entendimento da educação profissional e tecnológica que fico feliz com a oportunidade e com a agenda de trabalho que vamos iniciar, já buscando colher produtos e referenciais cada vez mais concretos para que possamos, em conjunto, atuar na direção de melhor entender a educação profissional, dar visibilidade a essa pauta e, por consequência, valoriza-la”, ressaltou.

Quintas da EPT – Para os interessados em aprofundar os estudos voltados para a avaliação da educação profissional, a Diretoria de Estudos Educacionais iniciará, a partir do dia 18 de março, o encontro on-line “As quintas da EPT”, onde, todas as quintas-feiras, um dos textos do conjunto inicial da publicação será colocado para discussão sobre a avaliação da educação profissional e tecnológica.

Parcerias – A publicação contou com a parceria de diversas instituições de pesquisas como Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Universidade de Brasília (UnB), Universidade Federal do Juiz de Fora (UFJF) e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Também contribuíram para o trabalho, Institutos Federais e todos os ofertantes de cursos profissionais tecnológicos, como Senai, Senac, Centro Paula Souza (CPS), bem como os ofertantes das redes federais de ensino do Ceará. Além do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed) e a Associação Brasileira de Avaliação Educacional (Abave).

Confira a publicação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assessoria de Comunicação Social do Inep – 26/02/2021