Data do Enem sai hoje; Prova deve ficar para janeiro

Opção de fazer a prova em dezembro também foi descartada nas reuniões porque os secretários de Educação querem mais tempo de aula para preparar os estudantes para o Exame

A data do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será divulgada nesta quarta-feira, 8, pelo Instituto Nacional de Estudo e Pesquisas Educacionais (Inep). Segundo o Estadão apurou, a prova deve ficar para janeiro de 2021. O mês foi defendido por secretários de educação e universidades em reuniões com o governo. A direção do Inep deve acatar a sugestão.

A prova, que seria em novembro, foi adiada pelo Ministério da Educação (MEC) por causa da pandemia do coronavírus. Mais de 5,8 milhões de estudantes estão inscritos. Em enquete realizada a pedido do ex-ministro Abraham Weintraub, a maior parte dos estudantes (49,7%) votou para que o Enem fosse apenas em maio do ano que vem. Outros 35,3% optaram por janeiro.

No entanto, depois que Weintraub foi demitido, a direção do Inep não se comprometeu em seguir o resultado da pesquisa e anunciou que ouviria representantes dos Estados e do ensino superior para tomar uma decisão. Segundo fontes que estavam presentes às reuniões feitas com o Inep, maio também foi considerado um mês inviável pela maioria do grupo, pelo que causaria ao calendário do ensino superior. O presidente do Inep, Alexandre Lopes, já declarou também que a data faria com que os estudantes e as universidades perdessem um semestre de ensino superior.

Isso porque, depois do Enem, da correção e da divulgação dos resultados, o que leva praticamente dois meses, é preciso ainda que as notas sejam colocadas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o sistema online do MEC que seleciona estudantes para as vagas nas universidades públicas. A nota da prova também é necessária para se concorrer à bolsa no ProUni e para o Fies, o financiamento estudantil, ambos programas federais.

As universidades particulares também não querem um Enem tão tarde porque os estudantes esperam o resultado da prova e do Sisu para ver se conseguiram vaga em instituições públicas e só depois partir para uma privada. O exame em maio prejudicaria mais ainda um mercado já fragilizado, com perda de estudantes e alta inadimplência por causa da pandemia.

Confirmando a informação dada pelo Estadão nesta quarta-feira cedo, o Inep avisou a imprensa no fim da manhã que dará uma coletiva às 17 horas para divulgar a data do Enem deste ano. Devem participar o ministro interino da Educação, Antônio Vogel, e o presidente do Inep. Antes dela, Vogel terá uma reunião como presidente Jair Bolsonaro.

MATÉRIA COMPLETA

Fonte: Estadão

Deixe um comentário

*

captcha *