Professores apontam possíveis temas para a redação do Enem e dão dicas

Autor: Luis Ottoni
Fonte: IG Educação – 04/11/2016 – São Paulo,SP

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é a porta de entrada para muitos alunos a diversas universidades federais e privadas do País. Com o intuito de avaliar os conteúdos aprendidos ao longo dos três anos do ensino médio, o aluno deve estar preparado para responder às 180 questões interdisciplinares além de elaborar uma redação.

O iG conversou com professores das quatro áreas de conhecimento cobradas no Enem para apontar quais temas merecem ser revisados na reta final do exame.

Redação

Ao receber a prova, o ideal é identificar o tema da redação, aconselha a professora Maria Custódio, do laboratório de redação do colégio Objetivo. “Após identificar o temas, o aluno deve voltar para a resolução das questões enquanto pensa no desenvolvimento do texto. Com isso, ele economiza tempo”, explica.

Para a professora, a polarização política do País deve resultar em questões que abordam assuntos nacionais. “Inclusão dos portadores de necessidades especiais, o fenômeno da transição democrática e a sua relação com as redes sociais, o esporte como fator de inclusão social, o acesso à cultura e o consumo sustentável” são algumas temáticas que merecem atenção.

Já para a seção de Ciência da Natureza e suas Tecnologias, o professor de química da Escola Dínamis, Clayton Moreira Rosman, destaca que “questões envolvendo termoquímica, que cobram cálculos em relação à energia, como a utilização de gasolina em comparação ao gás natural, têm sido bastante cobradas”.

Misturas

A separação de misturas é outro destaque. `É importante saber, por exemplo, como separar os componentes do petróleo usando destilação fracionada ou como é o tratamento em uma indústria em relação à mistura, principalmente questões ligadas ao tratamento da água”, ressalta.

Rosman salienta que a radioatividade é um tema frequente. “O aluno deve saber como a radioatividade está inserida no contexto de uma bomba atômica” além de entender o funcionamento das usinas nucleares e como se realiza “a obtenção de energia a partir de elementos radioativos”.

Os ciclos do carbono e do nitrogênio, o deslocamento de equilíbrio e as funções inorgânicas também são temas recorrentes. “O aluno precisa entender o conceito das funções, além de dominar a nomenclatura. Entender o que é um ácido e saber a classificação dos óxidos é essencial”, destaca.

Para o professor de biologia do cursinho Anglo Nelson Castro, a tragédia da barragem em Mariana, que completa um ano, deve ser assunto das questões relacionadas à `contaminação, poluição e seus efeitos ambientais`.

Genética

Castro enfatiza que uma nova forma de modificação genética, conhecida como `Crispr`, deve aparecer em perguntas que abordam a ética científica.

O professor de biologia da Escola Dínamis Andre Rodrigues Junqueira ressalta que “ecologia, como a preservação ambiental, a poluição e o desequilíbrio ambiental, são conteúdos que sempre estão na prova`.

Junqueira também destaca os temas ligados à evolução humana, focando nas teorias Lamarckista, Darwinista e Neodarwinista e nos mecanismos de espécie.

Sociedade

Na área da Ciências Humanas e suas Tecnologias, o professor de História, Filosofia e Sociologia do Curso Poliedro, Rodolfo Neves, ressalta temas sociais como `os direitos humanos, o empodeiramento feminino e o racismo`.

 

Deixe um comentário

*

captcha *