MEC adia em uma semana provas do Enem 2016 para 54 mil presos

Fonte: UOL Educação – 04/11/2016 – São Paulo, SP

O Ministério da Educação alterou as datas das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2016 que serão aplicadas para presos e jovens privados de liberdade. Os exames agora serão realizados nos dias 13 e 14 de dezembro.

A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (4). A mudança atinge 54.347 candidatos, que farão o exame em 1.290 unidades prisionais e educativas de todo o país.

Anteriormente, o calendário previa que as provas acontecessem nos dias 6 e 7 de dezembro.

Três datas diferentes

Por conta das ocupações de escolas em todo o país, o Enem será aplicado neste ano em três datas diferentes. A maioria dos estudantes, mais de 8 milhões de candidatos, faz as duas provas neste final de semana (5 e 6 de novembro).

Cerca de 190 mil alunos, que fariam as provas em 303 locais ocupados, tiveram o exame remarcado para os dias 3 e 4 de dezembro. O MEC deve divulgar ainda hoje uma lista atualizada das escolas ocupadas onde o Enem será adiado.

A nova data escolhida coincide com, ao menos, 13 vestibulares, em 9 Estados e no Distrito Federal, que já estavam marcados.

No Paraná, Estado com o maior número de escolas ocupadas, a segunda fase do vestibular da Universidade Estadual de Londrina (UEL), está marcada para os dias 4, 5 e 6 de dezembro. A expectativa é de que cerca de 8.500 estudantes façam a segunda etapa da prova.

Em Minas, segundo Estado em ocupações, o Instituto Federal do Sul já tinha a prova marcada para 4 de dezembro. A nova data também coincide com os vestibulares da Universidade Estadual de Roraima (UERR), Universidade Estadual do Pará (UEPA) e com a data da Programa de Avaliação Seriada (PAS), que dá acesso à Universidade de Brasília (UnB).

 

Deixe um comentário

*

captcha *