ENADE 2018 – Inscrições para colaboradores e revisores vão até 6 de maio

Fonte: MEC – Assessoria de Comunicação Social

Vai até 6 de maio, domingo, o prazo para os docentes interessados em colaborar com o Banco Nacional de Itens da Educação Superior (BNI-ES) fazerem suas inscrições. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação, publicou uma chamada pública para compor o Cadastro de Elaboradores e Revisores de Itens da Educação Superior (Ceres) do Banco Nacional de Itens (BNI). Os selecionados vão auxiliar na elaboração das provas do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2018.

No caso do Enade, o BNI visa armazenar itens de qualidade técnica para a montagem de provas capazes de estimar com maior precisão a proficiência dos estudantes em conteúdos programáticos, habilidades e competências previstos nas diretrizes curriculares nacionais dos respectivos cursos de graduação ou nas orientações do Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia.

Para se inscrever, o candidato precisa cumprir os seguintes requisitos:

      1. Ter diploma de conclusão de curso de graduação de nível superior, devidamente registrado e emitido por instituição credenciada pelo poder público competente;

  1. Exercer ou ter exercido atividade docente, nos últimos 18 meses, no curso de graduação para o qual pretende efetuar inscrição, comprovando o vínculo em instituição credenciada pelo poder público competente;
  2. Ter disponibilidade para as atividades a serem desenvolvidas no âmbito do BNI, conforme funções e datas previstas no edital;
  3. Não pertencer ao quadro de servidores efetivos ou comissionados do MEC, do Inep, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da
    Educação (FNDE), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) ou da Finep/Empresa Brasileira de Inovação e Pesquisa, ou estar em exercício em algum deles;
  4. Ter reputação ilibada;
  5. Não ter pendências junto às autoridades tributárias e previdenciárias;
  6. Ter conhecimentos de informática, particularmente sobre o uso de aplicativos de edição de texto.

 

Critérios de pontuação – Serão considerados os títulos de pós-graduação (lato sensu e stricto sensu) e a experiência docente e em elaboração e revisão de itens para exames em larga escala realizada pelo Inep. Para receber a pontuação atribuída aos títulos de pós-graduação, o docente, ao se inscrever, deverá anexar os comprovantes de titulação. A classificação obedecerá à pontuação obtida conforme os critérios, e aqueles com maiores pontuações terão prioridade na convocação. Todos os selecionados vão passar por uma capacitação, durante a qual serão repassadas as normas, os procedimentos e critérios técnicos requeridos na elaboração e revisão de itens para o BNI.

Enade 2018 – Nesta edição, o Enade vai avaliar os estudantes dos cursos que conferem diploma de bacharel nas áreas de administração, administração pública, ciências contábeis, ciências econômicas, comunicação social-jornalismo, comunicação social-publicidade e propaganda, design, direito, psicologia, relações internacionais, secretariado executivo, serviço social, teologia e turismo; e dos cursos que conferem diploma de tecnólogo nas áreas de comércio exterior, design de interiores, design de moda, design gráfico, gastronomia, gestão comercial, gestão da qualidade, gestão de recursos humanos, gestão financeira, gestão pública, logística, marketing e processos gerenciais.

Clique aqui para se inscrever.

Deixe um comentário

*

captcha *