CELPE-BRAS – Inep aplica exame de português em 106 postos no Brasil e exterior; começa nesta terça, 28

Fonte: MEC - Assessoria de Comunicação Social 

O exame para obtenção do Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras) começa a ser aplicado nesta terça-feira, 28 de maio, em 106 postos no Brasil e no exterior. Pela manhã, todos os inscritos farão a parte escrita do exame.

À tarde, de acordo com agendamento, terá início a aplicação da parte oral. Os postos aplicadores têm até quinta-feira, 30, para concluir a aplicação.

O Celpe-Bras registrou 6.016 inscritos para o primeiro semestre de 2019. O exame é direcionado a estrangeiros e brasileiros que não possuem o português como língua materna e buscam o certificado oficial de proficiência.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é responsável pela aplicação, com apoio do Ministério da Educação e em parceria com o Ministério das Relações Exteriores.

Para obter a certificação de proficiência em Língua Portuguesa, o participante deverá alcançar, pelo menos, o nível intermediário nas duas partes do exame.

De acordo com a pontuação, será classificado em níveis de proficiência: avançado superior, avançado, intermediário superior, intermediário e sem certificação. O resultado está previsto para ser divulgado em agosto de 2019.

Orientações – A escolha do posto aplicador foi apontada pelo participante durante a inscrição, de acordo com o limite de vagas disponibilizadas. Não é permitido fazer o exame em local diferente do selecionado na ocasião.

É responsabilidade do participante verificar a situação da inscrição pelo Sistema Celpe-Bras. O horário e o local das provas é informado pelo próprio posto aplicador. O Inep garantirá atendimento específico e especializado, e recursos de acessibilidade, a quem solicitou na inscrição.

A parte escrita, com três horas de duração, tem quatro tarefas de produção textual. Elas abrangem mais de um componente ou habilidade de uso da Língua Portuguesa. A prova exigirá a produção de texto a partir de diferentes insumos: vídeo, áudio e texto escrito.

Já a parte oral é uma avaliação individual, com 20 minutos de duração. O exame é uma interação face a face entre o participante e o avaliador-interlocutor, planejado a partir das informações fornecidas durante a inscrição. Outras três situações de conversas são baseadas em textos de variados gêneros, que mesclam linguagem verbal e não verbal, os chamados elementos provocadores.

No Brasil, haverá provas em todas as regiões. No exterior, o Celpe-Bras será aplicado, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores, nos seguintes países:

• África do Sul; • Angola; • Cabo Verde; • Guiné Bissau; • Moçambique; • Nigéria; • São Tomé e Príncipe; • Costa Rica; • Nicarágua; • El Salvador; • República Dominicana; • Estados Unidos; • México; • Argentina; • Bolívia; • Chile; • Colômbia; • Equador; • Paraguai; • Peru; • Suriname; • Uruguai; • Venezuela; • China; • Coreia do Sul; • Alemanha; • Áustria; • Espanha; • Portugal; • Finlândia; • França; • Itália; • Noruega; • Polônia; • Reino Unido; • Suíça; • Israel; • Líbano.  

Acesse o sistema Celpe-Bras

Acesse o edital do Celpe-Bras

Deixe um comentário

*

captcha *