AVALIAÇÃO IN LOCO – Avaliação externa virtual é um marco na educação superior

Objetivo da proposta é aperfeiçoar o processo de avaliação da oferta da educação superior, trazendo celeridade, segurança e transparência à avaliação externa in loco

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) inova o modelo de avaliação das instituições da educação superior, com projeto de avaliação externa virtual in loco, 100% on-line. A iniciativa é um marco para a educação superior e foi desenvolvida por meio de estudos das equipes técnicas da Autarquia, desenho de processos e procedimentos, além de elaboração normativa, associada a testes internos de funcionalidades e simulações. A proposta promete melhorar o processo de avaliação do ensino superior brasileiro, especialmente diante do atual cenário causado pela pandemia da COVID-19.

A proposta de avaliação externa virtual in loco já foi apresentada à Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes), ao Conselho Nacional de Educação (CNE) e às associações representativas das instituições, que receberam a iniciativa de forma bastante positiva, além de oferecerem apoio à implementação. O número de avaliadores e de instituições interessados em integrar o novo modelo cresce exponencialmente, antes mesmo do lançamento oficial.

O início da avaliação virtual in loco está previsto para o dia 26 de abril, com o objetivo de visitar 11 instituições. Esse número será aumentado gradualmente, mês a mês, até atingir a meta de 5 mil visitas no final de outubro de 2021. O Inep lembra que o novo formato não atenderá a todos os cursos inicialmente, mantendo o modelo de avaliação presencial para medicina, odontologia, enfermagem e psicologia. 

Para garantir um bom desempenho do novo modelo de avaliação externa, o Instituto tem realizado, desde março, testes com a equipe interna e instituições parceiras. É importante ressaltar que a avaliação externa virtual in loco não muda a metodologia da avaliação já existente (presencial), mantendo o atual rigor acadêmico, técnico e metodológico das análises institucionais e de cursos de graduação. A diferença é a utilização da tecnologia, com uso de imagens ao vivo, no processo. A princípio, a ferramenta utilizada para as visitas virtuais será o Teams, da Microsoft. Com exceção das entrevistas e depoimentos sigilosos, os demais procedimentos serão gravados e tornados públicos para maior transparência dos processos. As visitas também serão auditadas por equipe técnica de forma amostral.

O novo modelo oferece diversos benefícios a todos os envolvidos, como celeridade no processo avaliativo, devido à possibilidade de visitas virtuais simultâneas; menor custo financeiro e de pessoal às instituições e ao Inep; maior disponibilidade de avaliadores, além de facilidade na substituição desses profissionais em caso de imprevistos; aperfeiçoamento contínuo da ferramenta e dos processos, entre outros.

Para Danilo Dupas, presidente do Inep, a avaliação externa virtual in loco promete facilitar a comunicação das instituições com a Autarquia, tendo em vista que o uso de imagens permitirá uma maior transparência da visita. “Nós vamos registrar o processo com maior clareza para as instituições, de modo que tenham um melhor conhecimento e o mínimo de dificuldade quando iniciarem uma visita in loco”, afirma. 

Capacitação – A Diretoria de Avaliação da Educação Superior (Daes) do Inep, por meio da Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e instituições da educação superior (CGACGIES), iniciou, no dia 13 de abril, a capacitação da primeira turma de avaliadores credenciados/capacitados nos instrumentos de avaliação de cursos e de instituições, publicados em 2017, para realizar as avaliações externas virtuais in loco, no período de 26 a 29 de abril de 2021. 

Estão previstas mais de sete capacitações de avaliadores nessa nova modalidade de avaliação para o primeiro semestre de 2021. As convocações serão realizadas conforme as demandas do fluxo avaliativo e serão ministradas em modalidade a distância, por meio da plataforma Moodle, com duração de 16 horas. A habilitação para avaliar em modalidade virtual será concedida ao avaliador que completar todas as atividades disponibilizadas no curso, podendo emitir seu certificado de participação.

Avaliação in loco – O Inep é responsável pela avaliação externa in loco de cursos das instituições de educação superior. O objetivo é garantir a qualidade do ensino ofertado nesse nível educacional, além de ser um dos pilares avaliativos constantes na Lei do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). O processo se baseia nos referenciais básicos para as regulações e as supervisões da educação superior. 

As avaliações também servem como subsídio para a informação, por parte da sociedade, sobre a qualidade do ensino superior ofertado no Brasil. A avaliação institucional ocorre para que as instituições possam ser credenciadas ou recredenciadas, conforme decisão do Ministério da Educação (MEC). Do mesmo modo, o processo avaliativo dos cursos acontece para que as graduações ofertadas possam ser autorizadas, reconhecidas, assim como ter renovação de reconhecimento conferida ou ainda transformação de organização acadêmica. 

Assista à simulação na Faculdade Descomplica

Acesse a Portaria n.º 165, que institui a Avaliação Externa Virtual in Loco

Saiba mais sobre a Avaliação in loco

Fonte: INEP - Assessoria de Comunicação Social do Inep

Deixe um comentário

*

captcha *