Abertas chamadas públicas para cotas de iniciação científica

Fonte: MEC – Assessoria de Comunicação Social, com informações do CNPq

Instituições de ensino superior públicas ou privadas que desenvolvam política de pesquisa científica institucionalizada têm até 10 de abril para submeter suas propostas ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTI). A chamada vale também para os centros de pesquisa.

O período de submissão de propostas é referente às cotas dos programas de iniciação científica e tecnológica, como Pibic (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica), Pibiti (Programa Institucional de Bolsas em Desenvolvimento Tecnológico e Educação), Pibic-Af (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica nas Ações Afirmativas) e Pibic-EM (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica no Ensino Médio).

A edição 2018-2020 das chamadas públicas distribuirá cotas em dois ciclos de 12 meses. O primeiro começa em 1º de agosto deste ano; o segundo, em 1º de agosto de 2019. A divulgação dos resultados estará disponível na página do CNPq na internet a partir de junho de 2018.

 O formulário eletrônico para inscrição nas Chamadas de ICT está disponível na Plataforma Carlos Chagas e deverá ser submetido somente pelo representante institucional de iniciação científica indicado pelo titular (gestor institucional, dirigente máximo da instituição) ao Diretório de Instituições do CNPq.

Cabe a esse representante, antes de submeter a proposta, atualizar o currículo na base Lattes, bem como os dados da instituição no Diretório de Instituições, e preparar o relatório institucional da edição 2016-2018. Os relatórios institucionais deverão, ainda, anexar à proposta formulário segundo o modelo referente a cada modalidade

Programas –  O Pibic foi o primeiro programa institucional criado para a iniciação científica. Concede bolsas de iniciação científica a estudantes de graduação que queiram participar de um projeto de pesquisa, assim como estudantes de ensino médio, e tem como objetivo contribuir tanto na formação de recursos humanos para a pesquisa quanto na redução do tempo médio de permanência dos alunos na pós-graduação, possibilitando o acesso e a integração do estudante à cultura científica.

O Pibiti é voltado à iniciação tecnológica e de inovação de estudantes de graduação. O programa concede bolsas de iniciação científica às instituições que desenvolvem pesquisa em tecnologia e inovação por meio de chamada pública de propostas. A seleção dos projetos é feita pelas instituições.

Resultado de uma parceria entre o CNPq e a Secretaria de Promoção de Políticas de Igualdade Racial (Seppir), o Pibic-Af concede bolsas diretamente às instituições públicas participantes do Pibic que tenham implementado ações afirmativas para o ingresso na educação superior. Somente poderão ser indicados os estudantes que sejam beneficiários de ações afirmativas.

O Pibic-EM, voltado aos estudantes do ensino médio, concede bolsas diretamente às instituições.  Somente poderão ser beneficiários os estudantes que estiverem cursando o ensino público.

Para todos os programas, caberá às instituições selecionar os projetos a serem inscritos.

Clique aqui para acessar a Plataforma Carlos Chagas.

Deixe um comentário

*

captcha *